Publications des agents du Cirad

Cirad

Mudanca institucional e desenvolvimento da agricultura familiar brasileira : coordenacao dos produtores para o acesso a inovacao e ao mercado

Sabourin E., Marinozzi G., Bainville S., Cerdan C.. 1999. Raízes - Revista de Ciências Sociais e Econômicas, 18 (19) : p. 101-110.

A agricultura familiar brasileira tem geralmente enfrentado dificuldades de acesso ao mercado e à inovação técnica. Além da falta de infra-estrutura (estradas, meios de transporte), das dificuldades de acesso a informação, da falta de opção de comercialização, os produtores familiares passaram a enfrentar, mais recentemente, problemas e/ou oportunidades de qualidade ou de normalização dos produtos. Até hoje, as políticas agrícolas e agro-industriais não foram concebidas em função da agricultura familiar. 0 sistema bancário e a normalização ou a legislação sanitária, por exemplo, foram basicamente adaptados para a agricultura empresarial e a industria. Portanto, o desenvolvimento da agricultura familiar brasileira ainda passa essencialmente por instituições capazes de compensar as imperfeições do mercado, de favorecer o acesso a inovação e de promover a inserção econômica dos pequenos produtores. As agriculturas familiares da região Centro-Oeste e do vale do Sub-Médio São Francisco oferecem alguns exemplos de mudança institucional e de coordenação entre produtores favorecendo a emergência de uma agricultura familiar dinâmica e competitiva. No município de Silvânia-GO, os pequenos produtores conseguiram capitalizar, intensificar os seus sis temas de produção e integrar-se ao mercado, por meio de associações. No pólo Petrolina-PE e juazeiro-BA, a agricultura dos perímetros irrigados públicos integrando produtores familiares, passa também por mutações institucionais rápidas, apesar de uma política agrícola privilegiando as empresas de fruticultura. No marco de mudanças do contexto regional, os dois exemplos ilustram uma inter-relação forte entre transformações institucionais e inovações tecnológicas e mercadológicas (como a diversificação e a qualidade). A partir desta constatação comum e sem empreender uma análise comparativa exaustiva entre estes dois casos, o trabalho introduz a contribuição dos novos enfoques da economia institucional para analisar as transformações atuais da agricultura brasileira. (Résumé d'auteur)

Mots-clés : organisation paysanne; environnement socioéconomique; commercialisation; développement rural; association d'agriculteurs; innovation; exploitation agricole familiale; goias; brésil

Thématique : Economie familiale et artisanale; Commerce intérieur; Economie et politique du développement

Article de revue

Agents Cirad, auteurs de cette publication :