Publications des agents du Cirad

Cirad

Projeto. Avaliação tecnico-econômica de alguns sistemas de cultivo do algodão em linhas estreitas (NRC) ou ultra estreitas (UNRC) : Relatorio final. Safra 2003/2004

Bélot J.L., Martin J., De Andrade Vilela P.M.C., Rodrigo M., Pinheiro da Siva E.. 2006. Montpellier : CIRAD-CA, 50 p..

Novas tecnologias como a cultura com linhas estreitas (Narrow Row Cotton, NRC) e ultra-estreitas (Ultra NRC, UNRC) são difundidas em grande escala nos EUA e na Austrália, e têm potencial para melhorar produtividade e/ou precocidade e reduzir custos, mas precisam ser avaliadas nas condições do Brasil. Os trabalhos realizados neste projeto FACUAL mostram que um sistema de produção de algodão adensado economicamente interessante poderia ser um plantio de safrinha (segunda quinzena de janeiro) em cima de cobertura de milheto (ou a confirmar, de soja precoce), com espaçamento 0.22 m entre linhas. As variedades mais adaptadas são FM966, CD 406 ou CD409. A CD406 foi a mais produtiva em condições adversas (solo compactado) ou menos favoráveis (palhada de sorgo versus milheto) confirmando a menor rusticidade de FM966. A regulação do porte final das plantas deve ser entre 0.8 e 0.9 metro. Dados gerados em outros projetos sobre os sistemas de cultivos no Mato Grosso mostram que os sistemas de safrinha têm custos reduzidos. Eles são inferiores a 1.000 US$/há devido as reduções de inseticidas, fungicidas e fertilizantes. Produtividades superiores a 220@/há, como obtidas nestes ensaios, associadas a uma colheita "stripper" de menor custo permitiria obter um balanço econômico muito positivo. Os maiores obstáculos ao desenvolvimento de tais sistemas adensados ainda são de acertar uma densidade de plantas ao redor de 250.000 pl/há, com boa regularidade, e a falta de disponibilidade de colhedeiras "stripper" eficientes, adaptadas a um plantio a 0.22m de espaçamento. As duas máquinas "stripper" que foram testadas nestes ensaios foram muito decepcionantes, principalmente por deficiências das plataformas de colheita. Não adianta realizar novos trabalhos sobre algodão adensado no Mato Grosso enquanto não dispomos de uma máquina capaz de colher adequadamente este tipo de algodão.

Mots-clés : coton; mato grosso; brésil

Document technique

Agents Cirad, auteurs de cette publication :