Publications des agents du Cirad

Cirad

A reciprocidade e os valores éticos da solidariedade econômica

A noção de economia solidária é caracterizada por vários autores tanto pela pluralidade das formas econômicas (intercâmbio, redistribuição, reciprocidade e domesticidade) identificadas por Karl Polanyi (1944, 1957, 1975), como pelos valores humanos éticos associados à noção de solidariedade (Servet, 2006). Para Castel (2003) e outros autores (Gaiger, 2003; França, 2006; Gardin, 2006, Menezes, 2006), a expressão da solidariedade está na reciprocidade. A comunicação examina essas bases teóricas da economia solidária ou da solidariedade econômica aprofundando essa proposta. Pois, segundo Polanyi (1957,1975) o que diferencia reciprocidade, redistribuição e intercâmbio são precisamente os valores sociais e os códigos morais nos quais seriam inseridas as práticas ou prestações econômicas. A partir da noção de estrutura de reciprocidade proposta por Temple (1998, 2004) questiona-se o caráter explicativo da noção de "inserção" do econômico no social. A primeira parte retoma algumas bases teóricas da economia solidária a partir de referências na Europa e no Brasil. A segunda parte examina práticas de solidariedade econômica no meio rural brasileiro a partir do princípio de reciprocidade. As considerações finais discutem os ensinamentos, limites e as perspectivas da teoria da reciprocidade para tratar dessas questões. (Résumé d'auteur)

Thématique : Economie et politique du développement

Documents associés

Article de revue

Agents Cirad, auteurs de cette publication :