Publications des agents du Cirad

Cirad

Emissão de gas carbônico pelo solo relativo as adubações em plantações tropicais de Eucalyptus grandis

Airton R.R., Laclau J.P., Nouvellon Y., Guerrini I.A., Neto M.P., Moreira e Moreira R.. 2010. In : FertBio 2010, Guaraparis, Brasil, 13 a 17 de setembro de 2010. s.l. : s.n., 4 p.. FertBio 2010, 2010-09-13/2010-09-17, Guarapari (Brésil).

As práticas de manejo silvicultural e os ciclos biogeoquimicos envolvidos no sistema florestal são de grande importância para a sustentabilidade econômica e ambiental no setor agrícola. Diante deste quadro as experimentações empíricas são indispensáveis para que isso aconteça, deste modo este trabalho apresenta uma importante parte do ciclo do carbono, que é, um dos principais componentes do ciclo nutricional de uma floresta de Eucalyptus spp. e está envolvido diretamente na questão da redução na emissão de CO2 para a atmosfera. O sistema climático global e o ciclo do carbono interagem intensamente, e o CO2 constitui um fator dominante na definição do clima, sendo gerado e consumido pelas plantas e pela atividade de microorganismos em ecossistemas aquáticos, terrestres e na atmosfera. Na atmosfera, esse gás contribui para o efeito estufa. Em um ecossistema de floresta plantada, grande parte da produção de CO2 é proveniente da respiração do solo, e os fluxos de CO2 na interface solo-atmosfera dependem de mudanças nas características físicas, químicas e biológicas na superficie do solo. O objetivo desse estudo foi investigar o efeito das adubações com potássio (KC1) e sódio (NaC1) nos fluxos de CO2 decorrente da respiração do solo em plantações de Eucalyptus grandis, e relacionar o fluxo de CO2 com a umidade no solo. As amostragens foram realizadas durante o período entre 26/05/2009 a 14/10/2009. Os fluxos de CO2 foram medidos usando o analisador de fluxo "LI - 8100". As adubações, potássica e sódica, tiveram efeitos similares na emissão de CO2 do solo e na umidade do solo. Em relação ao tratamento testemunha os tratamentos KC1 e tratamento NaC1, tiveram maior fluxo de CO2 e menor umidade no solo durante os 260 dias de monitoramento. A maior produtividade dos tratamentos adubados poderia explicar as diferenças de emissão de CO2 na superficie do solo, com uma maior respiração das raízes. Esta hipótese será avaliada neste experimento.

Mots-clés : eucalyptus grandis; nutrition des plantes; dioxyde de carbone; fertilisation; photosynthèse; respiration du sol; Écologie; brésil; cycle cultural

Communication de congrès

Agents Cirad, auteurs de cette publication :