Publications des agents du Cirad

Cirad

Perfil proteômico das fases iniciais do desenvolvimento do fungo Moniliophthora perniciosa : [Abstract Codigo : 2011324]

De Andrade Rosa E.C., Micheli F., Santos Gomes D.. 2011. In : 17° Seminario de Iniciação Cientifica e 11° Semana de Pesquisa e Pós-Graduação, 08 a 10 de Novembro de 2011, Ilhéus-Bahia, Brasil. s.l. : s.n., 1 p.. Seminario de Iniciação Cientifica. 17, 2011-11-08/2011-11-10, Ilhéus-Bahia (Brésil).

Moniliophthora perniciosa é o agente causal da vassoura de bruxa, doença que atinge o cacaueiro (Theobroma cacao L.). M. perniciosa é um fungo hemibiotrofico, portanto possui a fase biotrófica que inicia a doença e é caracterizada por um micélio monocariótico; e a fase necrotrófica que é caracterizada por um micélio dicariótico condicionando à necrose dos tecidos infectados. O estudo da fase necrotrófica foi realizado em sistema artificial (bolachas), o único meio sólido permitindo basidiocarpo e produção de basidiosporos. Durante a cultura do M. perniciosa em bolachas, seis diferentes fases de desenvolvimento foram observadas e coletadas de acordo com a cor ou o órgão de micélio produzido: branco, amarelo, rosa, rosa escuro, primórdio e basidiocarpos. O objetivo deste trabalho foi identificar proteínas específicas de cada fase. Proteínas foram extraídas pelo método de ADP, seguido por uma limpeza simples, utilizando SDS-denso e fenol. A quantificação foi realizada utilizando-se o 2-D Quantification Kit. As proteínas foram extraídas em triplicada e separadas utilizando um gel bi-dimensional (2-D) à 12%. Os géis 2-D mostraram cerca de 600 spots por gel, e apresentaram padrões diferenciais de expressão de proteínas entre as fases. Os spots foram cortados do gel e serão analisados por espectrometria de massa. Os géis foram analisados usando o software ImageMaster 2D Platinum versão 6.0, através da análise inter-classe juntamente com a analise do Teste de Student (t) foi possível a seleção de spots diferencialmente expressos entre a fase branca e a fase amarela. Deste modo, foram detectados 16 spots maior expressão na fase amarela, 32 spots com maior expressão na fase branca e 43 spots exclusivos da fase branca. O estudo do perfil proteômico de todas as fases do fungo M. perniciosa poderá contribuir para o conhecimento do metabolismo do fungo e no desenvolvimento de estratégias de controle da vassoura de bruxa.

Mots-clés : moniliophthora; theobroma cacao; Électrophorèse; spectrométrie de masse; brésil; moniliophthora perniciosa; protéomique

Documents associés

Communication de congrès

Agents Cirad, auteurs de cette publication :