Publications des agents du Cirad

Cirad

A pecuaria na agenda ambiental da amazônia brasileira: Percepções e represntações dos atores locais

Vaz V., Abreu de Carvalho S., Barbosa T., Thales M.C., Mourão M., Cialdella N., Poccard Chapuis R., Tourrand J.F.. 2012. In : Organizado por Jalcione Almeida, Cleyton gerhardt, Sônia Barbosa Magalhães (eds). Contextos rurais e agenda ambiental no Brasil: Práticas, políticas, conflitos, interpretações. Dossiê 3. Belem : Rede de Estudos Rurais, p. 65-90.

A pecuária bovina da Amazônia é apontada pelos órgãos públicos e pela sociedade civil brasileira como principal responsável pelo desmatamento na região. Diante das legislações restritivas, da operação Arco de Fogo e das exigências nas cadeias produtivas bovinas, a pecuária é confrontada com a necessidade de melhorar seus índices de produtividade por área. Porém, tal movimento de intensificação depende de condições que ultrapassem o setor pecuário, envolvendo os territórios e as cadeias produtivas. A presente pesquisa visa identificar os gargalos no movimento de intensificação da pecuária e analisa as opções para acelerá-lo ou torná-lo mais eficiente. Em três bacias de produção bovina do Estado do Pará, Altamira, Paragominas e Redenção, uma equipe de pesquisa pluridisciplinar aplicou uma metodologia de entrevistas interativas com representantes de todo setor pecuário e de governança territorial. Os resultados mostram grandes contrastes entre os territórios, tanto para a situação atual da pecuária e seu papel na dinâmica territorial, quanto para os caminhos para a intensificação. Os principais gargalos encontrados foram na falta de acesso a alternativas viáveis ao sistema extensivo de corte e queima, falta de mão de obra qualificada para desenvolver uma pecuária mais eficiente, deficiências nos órgãos de apoio como assistência técnica, crédito agrícola e titularização fundiária. A falta de coerência entre os órgãos e de legislação ambiental clara, também é vista como problema em todos os territórios estudados. A iniciativa Município Verde vem trazendo progressos significativos no que se refere à proteção do meio ambiente e adequação à legislação ambiental. Porém, não facilita, nitidamente, a intensificação agrícola para todos, e, dificilmente, poderia ser estendida nos mesmos moldes em outros territórios. Mecanismos de incentivos podem constituir soluções para acelerar o movimento de intensificação da pecuária, mas, sobretudo, uma vontade política e institucional forte é necessária para que o território possa favorecer as referidas inovações. (Résumé d'auteur)

Mots-clés : exploitation agricole familiale; développement régional; développement agricole; intensification; bovin; Élevage; brésil; amazonie; développement territorial

Thématique : Elevage - Considérations générales; Economie familiale et artisanale; Economie et politique du développement

Documents associés

Chapitre d'ouvrage

Agents Cirad, auteurs de cette publication :