Publications des agents du Cirad

Cirad

Estoque e taxas sequestro de carbono afetado pelo manejo do solo associado a sistemas de produção com elevado aporte de c em região subtropical e tropical

De Moraes Sa J.C., Tivet F., Borszowskei P.R., Massao Inagaki T., Farias A., Da Cruz Hartman D., Eurich G., De Fátima Navarro J., Nadolny Junior M., Aparecido Rosa J.. 2011. In : Marcelo Ricardo de Lima ; Fabiane Machado Vezzani ; Vander de Freitas Melo (eds.). Resumos II Reunião Paranaense de Ciência do Solo, Curitiba, Brésil, 4 a 6 de maio de 2011. Curitiba : Universidade Federal do Paraná, p. 14-14. Reunião Paranaense de Ciência do Solo. 2, 2011-05-04/2011-05-06, Curitilba (Brésil).

O sistema plantio direto é apontado como alternativa para a mitigação do CO2 atmosférico. O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito do uso da terra e de sistemas de produção no aumento do conteúdo e do estoque de carbono e nitrogênio em agro-ecossistema tropical e subtropical. Este trabalho foi realizado em uma área experimental há 29 anos comparando sistemas de manejo em um Latossolo Vermelho de textura muito argilosa (675 g kg-1) em Ponta Grossa, PR (PG) e outra com 8 anos de manejo em um Latossolo Vermelho Amarelo de textura argilosa (490 g kg-1) em Lucas do Rio Verde - MT (LRV). Em PG os tratamentos consistiram em quatro sistemas de uso da terra sendo: Preparo convencional (PC), preparo mínimo (PM), plantio direto (PD) e o solo sob vegetação nativa (VN) de floresta. Em LRV os tratamentos consistiram de Preparo convencional (PC), plantio direto (PD) e o solo sob vegetação nativa (VN) de cerrado.O conteúdo de carbono orgânico total (COT) e nitrogênio total (NT) foi determinado por combustão seca até um metro de profundidade. O estoque de COT e NT foram calculados em massa equivalente usando o solo sob vegetação nativa como referencia. O estoque de COT e NT na VN em PG e LRV na camada de 0-5 cm foi o dobro em relação ao PC e 30% superior ao PD. Em PG, na camada de 0-40 cm o estoque de COT e NT no PD (137,7 Mg C ha-1; 8,3 Mg N ha-1) foi próximo ao da VN (145,7 Mg C ha-1; 9,3 Mg N ha-1) e quando comparado ao PC foi superior em 17,4 Mg C ha-1 e 2,4 Mg N ha-1 cuja taxa anual de acúmulo foi de 0,58 Mg C ha-1 e 83 kg N ha-1 em 29 anos de experimentação. Em LRV o estoque de COT em 13 anos sob PC reduziu 27% (20,1 Mg C ha-1) na camada de 0-40 cm em relação ao cerrado e a taxa de perda foi de 1,55 Mg ha-1 ano-1. O PD com predominância de gramíneas (sorgo + B. ruziziensis e milho + B. ruziziensis) na safrinha foram os sistemas com os maiores aportes anuais de biomassa (acima de 20 Mg ha-1) e também apresentaram os maiores estoques de C (120,0 e 121,7 Mg C ha-1 até 1 m de profundidade) e diferiram significativamente de PC (104,1 Mg C ha-1). Em LRV, a diferença entre todos os sistemas em PD comparados ao PC variou de 5,8 a 16,5 Mg C ha-1 na camada 0-40 cm, e a taxa de acúmulo foi de 0,73 a 2,06 Mg C ha-1 ano-1. O aporte de resíduos culturais para manter o balanço positivo de C neste ecossistema é em torno de 13 Mg C ha-1 ano-1. (Texte intégral)

Documents associés

Communication de congrès

Agents Cirad, auteurs de cette publication :