Publications des agents du Cirad

Cirad

Alguns ensinamentos das pesquisas no marco da Rede PP-AL Políticas Públicas e Desenvolvimento Rural na América Latina

Sabourin E., Gueneau S., Guéneau S.. 2017. In : Actes du Séminaire final Sociobiocerrado. s.l., 8 p.. Séminaire Final du Projet BiosocioCerrado, 2017-12-12/2017-12-14, Montpellier (France).

Em 2014, a Rede PP-AL (Políticas Públicas e Desenvolvimento Rural na América Latina) realizou o estudo e a sobre políticas públicas e AF na América Latina e Caribe. Na Conferência internacional na CEPAL, com a participação das organizações regionais da Agricultura familiar da região, foram identificadas novas pesquisas sobre temas órfãos ligados as políticas para as agriculturas familiares que logo foram objeto de trabalhos das equipes da Rede PP-AL: - Articulação a nível territorial das políticas de resposta as mudanças climáticas; - Políticas e instrumentos a favor de uma transição agroecológica para as AF; - Políticas de inovação e extensão agropecuária para as AF: relação entre pesquisa e extensão e novas formas de extensão privada ou coletiva; O segundo tema, sobre as políticas públicas a favor da agroecologia foi objeto de um estudo, de uma publicação e finalmente de um seminário da Rede PP-AL em 2017 em Porto Alegre, que, esperamos, dará lugar a formulação de vários novos projetos de pesquisa, a imagem da aplicação da matriz analítica as políticas de agroecologia em vários estados do Brasil. 2 Essa comunicação apresenta os principais resultados e as conclusões do estudo ¿Políticas públicas a favor da agroecologia na América Latina e Caribe¿ realizado pela Rede PP-AL. Identificou-se que a construção de políticas para a agroecologia passa por três principais processos: a pressão do movimento social, um contexto de crises (política, ambiental e econômica) e iniciativas governamentais. Dentro destas, foi observada uma grande variedade de instrumentos, que, por sua vez, são alocados em diferentes setores dos governos e podem acabar por resultar em dificuldades de coordenação. São poucos os casos de políticas nominalmente de agroecologia. Mais frequentes são as normativas de certificação de orgânicos, estendidas a produtos agroecológicos. A avaliação realizada nos países do estudo permitiu concluir que as ações para acesso à terra, à água, ao crédito e à assistência técnica constituem as melhores bases para programas públicos que adotem o enfoque agroecológico. (Résumé d'auteur)

Documents associés

Communication de congrès

Agents Cirad, auteurs de cette publication :