Publications des agents du Cirad

Cirad

Ideias, interesses e instituições das agroecologias: exemplo a partir da analise das suas traduções nos territórios da Cidadania na Amazônia brasileira

Piraux M., Brunet B.. 2017. In : Ana Maria Resende Junqueira (ed.), Guimarães Carneiro Roberto (ed.). Agroecologia 2017: Anais do VI CLAA, X CBA e V SEMDF: ¿Agroecologia na Transformação dos Sistemas Agroalimentares na América Latina: Memórias, Saberes e Caminhos para o Bem Viver¿. Brasília : ABA-Agroecologia, 6 p.. Congresso Brasileiro de Agroecologia. 10, 2017-09-12/2017-09-15, Brasília (Brésil).

Na Amazônia brasileira, a agroecologia (AE) e a proposta de desenvolvimento territorial (Pronat) surgiram na mesma época, no inicio dos anos 2000. Como janela de oportunidade, alguns atores e organizações locais que se reivindicam da agroecologia se apropriaram desses espaços públicos, institucionalizando suas propostas agroecológicas. Queremos entender quais foram as ideias desenvolvidas ao redor das AE, o jogo dos atores e as formas de institucionalização (plano, projetos...) implementadas. Uma comparação entre dois territórios mostra que existe uma grande diversidade de ideias no campo agroecológico. As traduções dessas ideias em termos de discurso, de estratégias coletivas, de conteúdo operatório e de formas de instituições, dependem dos contextos, interesses e jogos de atores locais próprios de cada território. As singularidades das trajetórias locais participam das diferentes construções territoriais. Pensar a coexistência entre formas de institucionalização se revela importante para fortalecer uma proposta agroecológica territorial.

Documents associés

Communication de congrès

Agents Cirad, auteurs de cette publication :